25/04/2012

[Resenha] Grito de Guerra - Leon Uris

Título: Grito de Guerra
Autor:  Leon Uris
ISBN:  -- Não tem --
Editora: Nova Cultural
Páginas: 625
Sinopse: Este é o grande livro, talvez o maior já escrito sobre os Fuzileiros Navais americanos - sobre os homens da cidade, do campo, das mais longínquas paragens do interior do país: valentões e filhinhos de mamãe, mentirosos e amantes, folgados e heróis - homens de todos os tipos que compõem a famosa corporação militar. Um livro sensacional!




Encontrei esse livro mofando na estante da minha casa. Folheei e fiquei curiosa. Resolvi ler.
Pessoalmente, gostei muito dele. Demorei muito tempo para ler tudo, porque ele tem 625 paginas, mas é excelente. 
Da pra perceber como os personagens vão evoluindo (físico e mentalmente); “As Prostitutas de Huxley” – como era chama o Sexto Regimento do Corpo de Fuzileiros Navais – me cativaram. Cada um com sua historia, com seus prós e contras.
Interessante também, é que quando o narrador (chamado Mac) não está presente em algum acontecimento marcante, o texto muda para narrador-onisciente, e o leitor fica sabendo até mesmo os pensamentos de alguns personagens.
Sobre o final – não posso contar o que acontece – me surpreendi em alguns detalhes, mas já imaginava o final que teria o livro.
Enfim, Grito de Guerra é realmente excelente, foram horas gastas lendo-o, e não me arrependo de ter ficado sem dormir pra lê-lo.
Valeu à pena ter encontrado esse livro abandonado aqui, espero que os próximos que eu leia sejam tão bons quanto esse. ;)


Confira outras resenhas do blog!

3 comentários:

  1. O livro gira em torno de un grupo de jovens que se alistam nos fuzileiros .
    Entre eles Dany Forrester, Andy, Torre de luz e outros.
    Li esse livro há mais de dez anos mas lembro perfeitamente dos personagens e da historia.

    ResponderExcluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/