15/05/2012

[Resenha] A sombra do vento - Carlos Ruiz Zafón

Título: A sombra do vento
Autor: Carlos Ruiz Zafón
ISBN: 8573026049
Editora: Suma de Letras
Páginas: 464
Sinopse: Tudo começa em Barcelona, em 1945. Daniel Sempere está completando 11 anos. Ao ver o filho triste por não conseguir mais se lembrar do rosto da mãe já morta, seu pai lhe dá um presente inesquecível: em uma madrugada fantasmagórica, leva-o a um misterioso lugar no coração do centro histórico da cidade, o Cemitério dos Livros Esquecidos. O lugar, conhecido de poucos barceloneses, é uma biblioteca secreta e labiríntica que funciona como depósito para obras abandonadas pelo mundo, à espera de que alguém as descubra. É lá que Daniel encontra um exemplar de "A Sombra do Vento", do também barcelonês Julián Carax. O livro desperta no jovem e sensível Daniel um enorme fascínio por aquele autor desconhecido e sua obra, que ele descobre ser vasta. Obcecado, Daniel começa então uma busca pelos outros livros de Carax e, para sua surpresa, descobre que alguém vem queimando sistematicamente todos os exemplares de todos os livros que o autor já escreveu. Na verdade, o exemplar que Daniel tem em mãos pode ser o último existente. E ele logo irá entender que, se não descobrir a verdade sobre Julián Carax, ele e aqueles que ama poderão ter um destino terrível.

Antes de chegar a resenha, queria contar uma pequena historia para vocês, como esse livro chegou a minhas mãos. Eu acredito que cada livro que lemos, chegam a nós por um motivo. Eles têm hora e dia para chegar. Com esse não foi diferente.

Em uma tarde chuvosa, eu estava em casa, sem nada para fazer, desanimada por motivos que desconheço. Meu irmão mais velho, chato como sempre, chamou meu nome. Logo apareceu em meu quarto. Trazia um pacote quadrado nas mãos. Assim que o vi, meus olhos brilharam e um sorriso iluminou meu rosto, era ele: “A sombra do vento”. Chegou atrasado do correio.
Levantei imediatamente e comecei a ler cada página como um alcoólatra bebe vinho (Ok. Exagerei um pouco).

            
Eu poderia usar mil palavras para definir esse livro, mas vou usar uma: envolvente. A sombra do vento, de Carlos Ruiz Zafón é um livro cheio de mistério, romance e suspense. Sem dúvida, o melhor livro de Zafón que li até agora.

Certa noite, Daniel Sempere acorda sem se lembrar do rosto da mãe. O pai, para consolá-lo o leva ao “cemitério dos livros esquecidos”, um lugar misterioso que contém centenas de milhares de livros.

Na primeira vez que alguém visita esse lugar, ela tem direito a um livro. Daniel Sempere encontra “A sombra do vento”, de um autor por ele desconhecido chamado Julián Carax. O menino fica tão fascinado com a historia que resolve procurar por mais livros do autor, porém ele descobre que alguém quer destruí-los.

Amei esse livro. A narrativa foi me envolvendo e eu não conseguia parar de ler. Os personagens são dotados de uma personalidade única, e parecem que eles existem de verdade. Em alguns pontos eu consegui sentir o que eles sentiam como se fossem mesmo meus amigos. Não posso fazer a lista dos meus personagens favoritos, porque seria quase todos, mas entre muitos, destaco: Daniel Sempere e Sempere Pai; Julián Carax, Bea Aguilar e Miquel Moliner.

A narrativa é muito envolvente. Prende muito o leitor. Parece mentira mas, certa noite, sonhei que estava no cemitério dos livros esquecidos, o que foi ao mesmo tempo maravilhoso e perturbador.

“—Os livros são espelhos: neles só se vê o que possuímos dentro(...) pág 174

O romance gira quase todo tempo em torno de livros e histórias. São mencionados vários clássicos e comparações que não pude entender, pois desconheço as obras. Algumas frases em outra língua também me deixaram perdida. Esse foi o único ponto fraco que encontrei.

A linguagem não é difícil de entender, algumas partes são engraçadas, outras de dar medo. Quando o mistério começa a ser solucionado, as peças se encaixam como em um quebra-cabeça, o que torna a história fácil de entender e não deixa o leitor muito perdido.

"Um estranho nos vê como somos, não como deseja achar que somos (...) pág. 146"
O livro é lindo. Recomendo para os fãs do autor, que ainda não leram esse, para quem tem paixão por livros e é claro, para quem gosta de se perder em uma boa história. 

9 comentários:

  1. Ainda não cheguei a ler nenhum livro do autor, mas com a sua resenha, me despertou um enorme interesse pela sua obra!

    Bjs

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  2. Há tempos ando com vontade de ler esse livro!!

    ResponderExcluir
  3. Ai meu Deeeeus sua resenha
    só fez aumentar meu desejo de ler.
    Beijoos
    Bruna-Livros de Cabeceira

    ResponderExcluir
  4. Olá Flor,

    Nunca li nada do Zafón, mas ouço falar super bem dele. Estou fazendo a primeira de muitas visitas aqui. Já curti sua página e estou te seguindo. Seja bem vinda parceira do Asas Literárias.

    Grande Beijo.
    Juan Silva

    ResponderExcluir
  5. De tão bem que vc. fala deste livro, e pelo resumo que li e adorei, vou comprá-lo logo. E depois dele tenho certeza que "O prisioneiro do céu" será minha próxima compra. Parabéns pelo blog. Bjs. Maria Eugênia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é muito bom. Um dos meus favoritos. Obrigada pela visita Maria Eugênia.

      Excluir
  6. Absolutamente envolvente e concordo com você, é o melhor dele que já li também!
    No meu caso, ele chegou até mim pela indicação de uma amiga que trabalhava comigo e me indicou, mas que perdeu o livro , o que me incentivou a comprar :)

    Beijo,
    Jhosy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro quando a gente tem historia pra contar sobre o livro, que nem a sua. Muito legal a maneira como você foi ler.

      Esse livro é lindo hahaha'

      Excluir
  7. Terminei de ler, muito bom, se tivesse menos diálogos... rs

    ResponderExcluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/