28/06/2012

[Resenha] Belas Maldições - Neil Gaiman e Terry Pratchett


Autor(es): Neil Gaiman, Terry Pratchett
Páginas: 378
Sinopse: Conforme as Profecias de Agnes Nutter, o mundo vai acabar num sábado. No próximo sábado, e antes do jantar. O que é um grande problema para Crowley, o demônio mais acessível do Inferno e ex-serpente, e sua contraparte e velho amigo Aziraphale, anjo genuíno e dono de livraria em Londres. Eles gostam daqui de baixo (ou, no caso de Crowley, daqui de cima). Portanto, eles precisam encontrar e matar o Anticristo, a mais poderosa criatura do planeta. O problema é que o Anticristo é um garoto de 11 anos e, ao contrário de tudo o que você já tenha visto em algum filme, é um menino que adora seu cachorro, se importa com o meio ambiente e é o filho que qualquer pai gostaria de ter. Além, claro, de ser indestrutível. E, como se ainda não fosse o bastante, eles ainda têm de lidar com o domingo...


Ainda estou sobre o efeito do livro. Acabei de lê-lo, e claro, adorei. Belas maldições é bem engraçado, e o final é emocionante.

Segundo o livro As Belas e Precisas Profecias de Agnes Nutter, Bruxa; o mundo vai acabar num sábado.  Um problema para Crowley (a serpente do paraíso) e Aziraphale (o anjo guardião do Edén) que estão aqui na Terra, e gostam daqui. Juntos, eles vão tentar impedir o Apocalipse, tarefa nada fácil, porque eles tem que matar o anti-cristo, que é uma criança de 11 anos e perfeitamente normal.

Os personagens são bem construídos e tem personalidade forte. Crowley é um demônio que bem no fundo, não gosta de fazer maldade. Ele gosta de plantas, e quando elas começam a soltar folhas, ele se livra delas (única “maldade” que ele faz). Crowley é inimigo de Aziraphale desde O Inicio, e por ser inimigos há tanto tempo, eles acabaram se tornando uma espécie de amigos. Aziraphale é um anjo que venera livros. Ele tem um sebo, mas faz de tudo para que ninguém compre seus livros, porque gosta de colecioná-los. Esses foram os personagens que mais gostei. Tem também alguns outros, como Newt, que é um caçador de bruxas, quase nerd. Anathema Device, descendente de Agnes Nutter (a bruxa que escreveu as Belas Profecias – Belas tem o sentido de exatas, segundo o livro).  Adam, o anticristo que foi criado humano por um pequeno erro... E alguns outros, não muito importantes, mas essenciais para deixar a história mais divertida.

Sempre gostei de livros que envolvem anjos, demônios, apocalipse, profecias, etc. Quando comecei a ler este, não imaginava que seria tão diferente do comum. A história é muito engraçada. As piadas são inteligentes, e me fizeram rir mesmo.
O livro é narrado na terceira pessoa, como se fosse uma novela, e em alguns momentos, o narrador insere uma nota de rodapé, para explicar alguma coisa. Essas notas de rodapé são as partes mais engraçadas do livro.

— E eu não sou James Bond. Se eu fosse, os bandidos teriam me mostrado todos os dispositivos letais e me dito como funcionavam, não teriam? (...) Pág. 330

A capa do livro é muito linda. Foi por causa dela que comprei o livro, e não me arrependi nem um pouco. No inicio de cada capítulo tem um desenho relacionado ao que vai acontecer, esses desenhos são tão bonitos quanto a capa.

Encontrei alguns erros de digitação no livro, nada que realmente atrapalhe. Nem mesmo as folhas, que são brancas (dizem que cansa a visão) me incomodaram. A história disfarça qualquer problema no livro.

Quantos anjos podem dançar na cabeça de um alfinete? Pág. 232

Uma coisa que gostei nesse livro, é que na maioria das histórias que envolvem anjos e demônios, eles são responsáveis, ou pelo bem ou pelo mal. Em Belas Maldições, os demônios não tem culpa nos erros da humanidade, nem os anjo são responsáveis por tudo de bom que acontece. Os humanos tem a própria personalidade, e quase nunca são influenciados pelo Bem ou pelo Mal. Falar em Bem ou Mal, Deus não interfere nessa batalha. Nem mesmo  o Metraton, que é a voz de Deus (mensageiro Dele) sabe quais são seus planos. De acordo com Aziraphale (o anjo) existe um plano inefável. Que seria o plano de Deus ao criar o universo. Aziraphale e Crowley desconfiam de que desde o Inicio dos tempos, Deus planejava que o Diabo caísse, para deixar as coisas mais “interessantes”.

SPOILER – SELECIONE O TEXTO PARA LER
Essa dúvida permanece até o fim. Quando o anjo e o demônio estão perto de descobrir a verdade, eles tem uma “amnésia” repentina e se esquecem do que estavam falando.
–FIM DO SPOILER

 Para quem gosta de temas como esse, é realmente difícil não gostar do livro. A história é muito bem estruturada, os personagens tem personalidade incrível melhor que a de muitos por aí e a narrativa segue um ritmo acelerado. O único defeito do livro é não ter continuação, pois se tivesse eu leria com certeza.

6 comentários:

  1. Oi Marina! Se liga! Esses dias li um livro muito bom, e tenho que recomendar! Chama-se "Um dia" de David Nicholls. Um dos poucos livros que eu li, e chorei. Muito bom, muito bonito.

    Beijos, até mais!

    ResponderExcluir
  2. Adoro esse livro! É um dos meus preferidos! Na verdade todos do Neil Gaiman estão na lista dos meus preferidos. Você já leu mais algum dele? Se não, eu recomendo que leia!

    E faça o favor de pedir para a (quase) escritora Luene - que por acaso é minha irmã - ler esse livro?? Porque eu já pedi pra ela ler e ela fica enrolando u.u

    Beijo e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A então você é a irma da Luene? São parecidas *--*
      Vou dizer a ela pra ler sim, é muito bom!

      Excluir
  3. Adorei a resenha. Belas MAldições foi o primeiro livro que li tanto do Terry Pratchett quanto do Neil Gaiman e, logo, dos dois juntos. E realmente, a narrativa é única, as piadas non-sense do Terry Pratchett me fizeram rir descontroladamente no ônibus.
    E todos os personagens são terrivelmente bem contruídos, como não simpatizar com os outros cavaleiros do apocalipse?
    Recomendo os outros livros desses autores, embora eu esteja penando pra ler a série Disc World do Terry Pratchett, tem mais de 30 livros e a maioria ainda não foi publicada no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou pensando mesmo em ler os outros livros, as piadas são muito engraçadas! Se os outros forem assim, vou ler com certeza!

      Excluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/