28/12/2012

[Resenha] AEcM12 - Flavio P. Oliveira

Título: AEcM12
Autor: Flavio P. Oliveira
ISBN: 9788591228874
Editora: --
Páginas: 134
Sinopse: AEcM12 é uma história de amor que se passa no futuro, quando a maior empresa no ramo de seres artificiais domina a utilização de um componente e se torna capaz de confeccionar um androide perfeitamente similar a um ser humano, sem utilização de peças e elementos mecânicos. Serão muitos os homens a gastar pequena fortuna para a aquisição de uma cópia artificial de alguma mulher, alguns de esposas falecidas, a maioria de atrizes e modelos famosas. O principal personagem deste livro, um homem solitário, copiará a vizinha por quem é perdidamente apaixonado. Ele trabalha no ramo, é um compositor de elementos, e durante a vida construiu os próprios robôs, tratando cada criação com o carinho de um pai, edificando um estranho e artificial ambiente familiar. Agora ele apresentará uma mãe aos filhos-mecânicos, sua esposa artificial quase idêntica a vizinha já conhecida de todos e com isso alterará todo o seu futuro.


Essa resenha era para ter saído há algum tempo, mas toda vez que começava a digitar alguém me interrompia. Pensei que ia ter que deixar para o ano que vem, mas consegui arrumar um tempo sozinha.

No futuro, homens e mulheres poderão copiar pessoas humanas em robôs exteriormente idêntico aos seres humano. Arivaldo – um homem solitário que vive com seus filhos robôs – é o primeiro a comprar o produto, copiando a vizinha, por quem ele é apaixonado.

"Nem a recordação constante é cura nem é sintoma, são engrenagens da questão maior: vale a pena carregar na memória a lembrança daquele que para sempre perdemos?"
pág. 28

A primeira coisa que pensei quando li alguns trechos do livro, foi que eu teria que voltar várias vezes para entender o que estava sendo contado. Mas isso não aconteceu, o Flávio tem um modo especial de brincar com as palavras, de mexer com os sentimentos do leitor, de colocar palavras "difíceis" sem que a leitura fique complicada ou cansativa, resumindo, ele escreve muito bem!

A história foi muito bem desenvolvida, me surpreendi com o rumo que ela tomou, e o final não é nada clichê. 
Os personagens são 'simpáticos', impossível não gostar deles, mesmo que a maioria sejam robôs. O que mais gostei foi Eusébio, o grilo falante, e Menino, que também é um robô.

"Deus ao menos distribui esperança; humanos criam o pleno sofrimento."
pág. 103

Faltou pouco para AEcM12 entrar para minha lista de favoritos, esse 'pouco' seria os diálogos. Não que o livro não tenha diálogos, tem, só que muito pouco – pelo menos não tanto quanto estou acostumada. Pessoalmente, gosto de diálogos porque acredito que deixam a história mais real,  pessoas gostam de conversar, e também dá para conhecer melhor os personagens, principalmente em livro narrados em terceira pessoa – como esse. *
*sei que é o estilo do autor, mesmo assim.... rs.

Enfim, AEcM12 é um livro que prende do inicio ao fim, tem uma ótima história e a escrita do Flavio é admirável. Com certeza um livro que recomendo.


Links: 

19 comentários:

  1. Parece ser realmente bom! Amanhã vou ao shopping e pretendo comprar livros, se eu for lá e ver esse, sem dúvida alguma, comprarei! Ela uma as palavras de um modo realmente interessante... E os robôs, bem diferente. Nunca li nada assim. Mas acho que vou gostar. Sobre os diálogos, eu acho que não reparo muito nisso! haha O que me importa é como o livro me deixa... Estranho, né?
    Coloquei o lay novo hoje! Se quiser ver, dá uma passada rápida lá. *-* haha
    Beijo! :B

    eu-cotidiano (perfil)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre reparo nos diálogos, coisa minha mesmo ^^

      Excluir
  2. Aah, Obrigado Marina! Fico feliz por vc ter gostado tanto assim... E vc tem razão, eu não sou acostumado a diálogos, mas estou começando a colocá-los mais nos meus livros... :D

    Bjos

    P.S.: E obrigado por não contar o que significa AEcM12... rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ficaria mais legal se você colocasse ^^

      Não posso falar o que é, seria spoiler, de qualquer maneira ^^

      Excluir
  3. Realmente parece ser muito bom, o título e a capa me instigou a ler. Vou pesquisá-lo e quem sabe entrara para leitura de 2013 :)
    Beijos e Feliz 2013
    Brubs

    ResponderExcluir
  4. Oi flor,
    Não conhecia esse livro ainda, mas sua resenha me dicou curiosa, mas não gosto de livros com poucos diálogos.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  5. Parece ser muito bom e, eu sou fascinada por robôs. Não estou acostumada a ver romances e robôs juntos -normalmente eles aparecem querendo dizimar a raça humana-, acho a combinação diferente, fiquei realmente com muita vontade de ler.
    Eu li um livro que tinha uns 4 ou 5 diálogos, para falar a verdade, não sinto muito a falta deles.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Bom, tenho que confessar que esse livro tem uma boa divulgação e graças aos blogs porque vejo ele por toda parte e a maioria parece ser por parceria, mas isso incentiva mesmo a gente a ler...
    Bom, eu também sinto falta de diálogos o que pode me incomodar, mas já que você mesmo assim gostou do livro pode ser que seja bom mesmo. Fiquei curiosa com o comentário do autor acima que não pode contar o siginificado... Quero saber hahaha
    A história ficou me lembrando A Hospedeira... rs

    Beijos
    Aguardo sua visitinha!
    http://livrosebatons.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Eu não tenho vontade de ler esse livro. Acredito que não gostarei da história, até porque a sinopse não me convence.
    Sobre a resenha, gostei sim. Percebi que você curtiu a leitura e o autor parece ter uma maneira de escrever interessante.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  8. Já conhecia esse livro, apesar de achar o nome dele meio estranho e complicado para um livro, parece ter uma estória interessante, nunca li nada sobre Robôs, mas deve ser legal ^^

    Beijos.
    Guilherme.
    http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Fiquei curiosa, gostei da sua resenha.
    Beijão Marina, se não nos falarmos até lá, feliz ano novo!

    ResponderExcluir
  10. Hey~ Seu é muito bonito ♥ por isso resolvi te convidar a participar no Blog Destaque lá no meu, oque você acha? Se tiver interesse dá uma passadinha rapida lá no meu blog para saber como aparecer lá ^^ mas se não tiver interesse então desculpa o incomodo, tenha uma Boa Semana!

    http://himi-tsu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá quando li a sinopse achei que não ia gostar do livro mas por sua resenha parece interessante, eu também gosto de diálogos é a melhor parte do livro

    bjos

    ResponderExcluir
  12. OOOI! Quanto tempo ein? Vim aqui desejar um Feliz Natal atrasado e um própero Ano novo! beijos

    http://coffeinlondonuk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Primeira vez que leio uma resenha desse livro. Me pareceu bem interessante!!
    Marina florzinha, tem selinho pra vc no blog
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/2012/12/selinho-musica-para-meus-ouvidos.html
    Bjos e boas festas
    Samy

    ResponderExcluir
  14. Acabei lembrando do anime Chobits, rs. Poxa, já havia lido em algum lugar sobre esse livro (e falavam que era ótimo). Com a sua resenha fiquei com mais vontade de ler. O autor comentou aqui: "P.S.: E obrigado por não contar o que significa AEcM12...", agora quero saber! Hehehe. Quem será que eu copiaria? x:

    ResponderExcluir
  15. Também adorei o livro do Flavio e fiz um tipo de resenha lá no blog =P
    Meu personagem favorito é sem dúvida o grilo falante. Ri demais com ele haha

    beeeijos

    ResponderExcluir
  16. Eu não conhecia o livro! A abordagem é bem bacana e sua estória me parece muito promissora e cativante, uma pena não ter tanto diálogos, mas pelo visto é uma leitura que vale a pena =D

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/