13/11/2013

Entre Aspas #16 - Demônios não choram


E olha só qual coluna resolveu dar as caras por aqui! rs Faz bastante tempo que não posto nenhuma frase do Entre Aspas, e hoje resolvi postá-la, afinal, quem não ama essa coluna? Para refrescar a memória de vocês, vou explicar como funciona: 
Todo mundo pode participar, basta pegar um livro, abrir em uma página aleatória e deixar uma frase da página nos comentários. Quem quiser usar a mesma página que eu pode usar!

O livro de hoje é Demônios não choram, e a página é a 111/112:

— Dizem que há muito tempo atrás, durante um exorcismo, o demônio saltou do corpo da vítima e o possuiu. Porém, o demônio não conseguiu dominá-lo, e dentro de seu corpo os dois travaram uma grande batalha. Enquanto lutava contra o monstro que o fazia de morada, Salomão pronunciava os dizeres de um poderoso rito de exorcismo e após horas de luta e dor agonizante, ele finalmente expulsou a criatura de seu corpo, mas um resíduo do infernal não foi embora, e desde então Salomão não mais envelheceu como as outras pessoas.
Pela primeira vez temos uma página "dupla", diálogos sempre são postados inteiros e esse estava em duas páginas. 

Assim que terminar minha leitura faço uma resenha sobre o livro, por enquanto vocês vão ficar na curiosidade. Gostaram da frase?

20 comentários:

  1. Boa noite,
    Quanto tempo *---*
    Bacana o trecho :)

    Como você está?
    To muito ausente u.u

    Beijos e se cuida
    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também to muito ausente, ficando sem tempo ^^

      Excluir
  2. Adorei a escolha da frase!
    Fico na expectativa da resenha então. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  3. Esse livro deve ser muito bom , a frase muito fofa também ! Adorei aqui, super lindo e cut, já estou seguindo. Te convido para visitar o meu cantinho... Beijos <3
    http://japassoudotempo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei da coluna!
    Minha frase (página 107, "Vou lhe mostrar o medo"): Algum dos seus nomes é autêntico?

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hmm muito interessante essa frase, agora fiquei curiosa, o que será que está acontecendo?

      Excluir
  5. Muuito legal Marina continue assim!

    ResponderExcluir
  6. É bem curioso, embora não seja meu gênero que particularmente me agrade. Mesmo assim me intrigou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de ler sobre o assunto, mas confesso que tenho medo ^^

      Excluir
  7. "— Só pergunto, doce de coco, porque a coisa soa um pouco
    não-agradável. Você sabe, é como chamar negros de “pretos” ou gays de
    “bichas”. Sei que sou apenas uma pobre pretinha ignorante saída das trevas
    de 1964, mas..."

    A Torre Negra - Vol IV - Mago e Vidro / Stephen King
    Pag 111

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da frase! Minha professora vive dizendo que chamar negro de preto não é falta de educação nem nada, tenho que mostrar esse trecho pra ela u.u

      Excluir
  8. Oi Marina, fiquei bem curiosa com este livro, adorei o quote!!

    Não posto um quote porque não estou com meu livro aqui :(

    beijos mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Desconheço completamente esse livro.


    xx

    ResponderExcluir
  10. Gostei do quote e já me interessei pela coluna!
    Eu fazia o teaser wednesday, mas como nem sempre posto na quarta acabei parando de postas. Acho que vou pegar essa coluna emprestada também, pode??
    Já foi a das fotos, agora essa... rsrs... se eu estiver copiando demais me avisa! XD
    Mas pode deixar que eu não esquecerei de dar os créditos!

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode pegar sim! Eu não ligo de que pegue, sinal de que gostou XD

      Excluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/