09/03/2016

Se tudo passa, talvez eu também passe por aqui

Se tudo passa talvez você passe por aqui

  • Fato número 1: Eu li todos os comentários do post passado (obrigada pelo apoio!). Mas não respondi ainda.
  • Fato número 2: No fim das contas, nós somos feitos de fases.

Andei pensando muito no destino que daria a esse blog nas últimas semanas. Pensei mesmo. Tava com medo de que se pensasse demais, desistiria. Mas me forcei a pensar. E eu cheguei a conclusão que não posso desistir assim, do nada. Eu sei que quase não vou ter tempo, nem mesmo paciência, pra elaborar um post super completo com fotos e textos, links e sei lá mais o que (nem mesmo meu computador aguenta, só posso abrir um programa de cada vez). Sei que é provável que o blog fique com esse ar de abandonado durante muito tempo, e que eu venha aqui postar uma coisa ou outra. Mas que seja! Eu criei esse blog porque me fazia bem escrever e falar dos meus livros, e isso continua acontecendo. Mesmo que eu poste uma vez por mês. Talvez não.

Pra falar a verdade, às vezes eu acho que tudo é uma grande perda de tempo. Fico tão preocupada em fazer algo de importante que acabo tirando a importância das coisas. E não faço nada. Eu sei disso. Passo muito tempo observando a mim e meu comportamento e geralmente sei exatamente onde está meu erro. E continuo errando. Mas eu quero mudar, sabe, mudar de verdade. Dizem que querer mudar já é mais de 50% do processo de mudança. Espero que seja verdade, acredito nisso. Assim, eu mais ou menos já mudei pela metade. 

Resumindo o que pensei nos meus últimos dias, estou tentando dar mais importância as coisas sem importância. Esse é o tipo de conclusão que acho que só eu consigo chegar. De qualquer forma, estou tentando me engajar nos meus projetos, sem deixar aquilo que acho importante de lado. Tenho tempo livre, só não tenho vontade. E é isso que eu preciso mudar. Estou quase fazendo uma lista, sinceramente. Escrever me ajuda bastante com tudo isso, às vezes, até esqueço que outras pessoas vão ler. Mas é assim que eu me organizo. Ler outra opinião também ajuda. A maioria das pessoas, hoje em dia, não tem paciência pra escutar. Te interrompem pra dizer o que acham, e logo em seguida começam a falar da vida delas, antes mesmo de você terminar. Fazer o que, também faço isso. Teríamos mil problemas a menos se soubéssemos ouvir. Mas enquanto isso não acontece, eu vou escrevendo. Gosto de deixar registrado também, ninguém se lembra do que pensou há dez anos atrás, mas você sempre pode ler o que escreveu. Essa é a parte mais legal.

Afinal, é isso. Agradeço muito a quem acompanha esse processo com a maior paciência do mundo. Sério, vocês tornam meus dias melhores

6 comentários:

  1. Sempre achei que escrever fosse libertador, vc n precisa ser famoso por isso, é apenas uma maneira de se expressar, e com a internet, temos o prazer de poder compartilhar e sermos "lidos" e mesmo que a pessoa não de dê um feedback, ás vezes ele pode ter se identificado e pensado "poxa, não tô sozinha nesse mundo". escreva sempre, se é o que vc gosta, e continue a escrever ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu escrevo de qualquer forma, mesmo sem ter ninguém pra ler, então não custa nada escrever para alguém também. Gosto quando alguém se identifica e diz isso, melhor ainda quando é a gente que se identifica com os outros.

      Vou continuar escrevendo sim Anna, pode deixar!

      Excluir
  2. Antes de comentar aqui, tive que ler a publicação anterior, e só agora que eu vi que vc NÃO vai desistir e fiquei muito feliz com isso *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois do seu comentário eu percebi que ficou com cara de quem ia desistir mesmo né? Só fiz uma brincadeira com uma música que tava na minha cabeça, no título :D

      Excluir
  3. Oi, Marina!
    Fico feliz que você não vá desistir!
    Tudo na vida é fase de adaptação, talvez, vc esteja nela.

    Meu blog fará 10 anos em junho. Já passei por isso várias vezes. Então, entendo como é isso de querer fazer algo e não ter forças. Aos poucos, ela voltará! Acredite.

    Estamos aqui para te ler sempre que você precisar! Fazer isso é, sem dúvida, um prazer!

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê, sempre que você fala que tem 10 anos de blog eu fico só admirando! Imagino os perrengues que deve ter passado, 10 anos é tempo demais!

      Excluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/