12/04/2016

[Resenha] Bom de Briga - Markus Zusak

Título: Bom de Briga
Autor: Markus Zusak
ISBN: 9788528616538
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 208
Sinopse: Na continuação do sucesso O azarão, Markus Zusak apresenta o emocionante Bom de briga. Se no primeiro título o autor traz um romance de formação de um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua vida, agora ele exibe dois irmãos em busca de um propósito na vida. Bom de briga retrata a evolução dos irmãos Cameron e Ruben Wolfe como seres humanos. No primeiro livro, a dupla estava sempre atrás de algo errado para fazer. Dessa vez eles entram no mundo das lutas amadoras de boxe, buscando independência para suas vidas. Enquanto Ruben mostra um talento nato para a coisa, o outro tenta apenas sobreviver. Tudo que é ruim é normal no dia a dia da família Wolfe - como os silêncios, as brigas, a pobreza, a mediocridade. Eles já se acostumaram com isso e sempre têm uma justificativa para tanto. Cameron, o mais novo, é o exemplo do jovem batalhador. Desde cedo apanha e se levanta, mostrando que o que importa não é a força da pancada, mas se você tem a força necessária para se reerguer.

Como falar de um livro que te deixa sem palavras? No segundo volume da trilogia Irmãos Wolfe, Cameron e Rube, os irmãos baderneiros de O azarão, estão de volta. A família Wolfe está passando por dificuldades, o Sr. Wolfe, depois de sofrer um acidente, não conseguiu mais arrumar trabalho. A mãe dos garotos ganha muito pouco, e buscando ajudar a família, Rube e Cameron decidem entrar em um esquema de lutas de boxe amadoras, procurando dar sentido as suas vidas e honrar seus nomes. Cameron "O Azarão" e Rube "Bom de Briga" Wolfe vão descobrir, no ringue, o que significa fazer parte da família Wolfe.

Sou suspeita para falar de Markus Zusak, autor de 'A menina que roubava livros'. Já era apaixonada pela escrita do autor, e depois de ler "O azarão" soube que ia gostar de todos os livros dele. E com esse não foi diferente, porque eu gostei mesmo. A maneira que Cameron narra a história é simplesmente espetacular, me envolvi logo nas primeiras páginas. E se em O azarão seu modo de narrar a história já era bom, em Bom de Briga a narrativa se tornou excelente.

Para começar, temos Cameron, com seu jeito sincero e observador, e é claro, seu coração enorme. Eu não entendo como ele podia se achar um lixo no primeiro livro, e como ele se considera "perdedor" no segundo. A cada página fica claro que ele não é nada disso, apenas tem uma péssima visão de si mesmo. É fácil perceber como Rube e Cameron se amam, e como a família Wolfe é unida, apesar de demonstrarem isso de uma maneira muito estranha. Mesmo com todos os problemas, eles seguem em frente, lutando e ajudando uns aos outros. Até mesmo Muffy, o ridículo cachorro do vizinho, tem algo de especial. Ri em todas as partes que o cachorro aparece. Também me emocionei com o final e senti meu coração se acelerar no clímax. Bom de briga é com certeza um livro que vou guardar sempre em meu coração.
"Um lutador pode ser um vencedor, mas isso não faz de um vencedor um lutador."

Trilogia Os irmãos Wolfe:
Livro 1 - O Azarão
Livro 2 - Bom de Briga
Livro 3 - A garota que eu quero

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/