20/04/2017

O Labirinto

O Labirinto
Foto original por Wil Stewart
Não sei como proceder, ou como vim parar aqui. Estou presa, caí numa armadilha. As paredes escuras parecem se fechar sobre mim. Meus caminhos estão bloqueados. Não encontro a saída. Em cada curva, o novo caminho se fecha. O monstro está a espreita, posso ouvi-lo respirando atrás de mim. Não possuo fios para me levarem de volta, nenhuma deusa para me ajudar. A besta se aproxima. Tento novos caminhos. Nada. Estou presa num labirinto e não encontro a saída. O Minotauro está aqui, posso ouvi-lo.

Corro. Fujo. Faço uma curva. Bloqueada. Volto. Tento outra vez. Bloqueada de novo. Corro e corro, não olho pra trás. O tempo está passando, o labirinto parece não haver saída. O monstro está próximo, muito próximo. Tento uma nova possibilidade. Me deparo com uma parede, alta, majestosa, imponente. Ela me diz que acaba ali. Cheguei ao centro do labirinto. Não há saída. Não há caminho, só há... Viro para trás e os olhos da besta estão sobre mim....

Escrevi um pouco antes de dormir. Cenários macabros e finais trágicos adoram aparecer na minha cabeça.

16 comentários:

  1. Ai, que texto bom de ler! Sério, eu adorei ler o mesmo, mesmo que ele seja bem pequeno, eu vi com muito cuidado e as vezes eu também me sinto assim...
    http://afogandonachama.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laura! Geralmente eu fico tentando prolongar os textos, mas gostei desse curtinho assim. Foi só uma imagem que veio na minha cabeça mesmo

      Beijos!

      Excluir
  2. Gosto sempre de ter oportunidade de estar lendo pequenas citações e que de uma certa forma me agrada. Fiquei atemorizado,me pareceu tão real,e me peguei imaginando esse "Minotauro / Monstro" me perseguindo.

    Sobre a Psicologia,quero lhe agradecer por ter me respondido e quero lhe fazer uma perguntinha: Em qual área você deseja atuar? Tenho muita curiosidade,então me perdoe pelo meu jeito indiscreto!

    ♡♡♡♡♡
    Até logo.
    meu bloguinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro figuras mitológicas, sou fascinada :)

      Fique a vontade para perguntar! Ainda não me decidi pela área, as que mais me atraem são a Social e a Hospitalar (Saúde), mas todas são interessantes. Mas não posso te afirmar com certeza se vou seguir a profissão, a ideia de fazer uma segunda graduação em outra área me atrai muito. A gente nunca sabe né?

      Excluir
  3. Tenho me sentido assim frequentemente, perdida em um labirinto e perseguida por uma fera. Sei que sou eu mesma, o meu self. Preciso fazer as pazes com ele.

    Também gosto de finais estranhos e que geralmente não acabam bem, parecem mais realistas.

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Fazer as pazes consigo mesmo, aprender a lidar... como é que faz pra gente ser igual aos outros mesmo?

      Excluir
  4. Oi Marina,
    Um sentimento preso, sem saída, as vezes me sinto assim, rsrs'
    Acho que esse "instante" são com todos, mesmo sendo raro com alguns.
    Amei o texto, pequeno, mas com grande valor. <3

    Mas, passo a primeira vez por aqui e achei tudo muito lindo. 🙂
    Meu nome é Everton e acabo de estar com meu blog aberto e com isso estou conhecendo novos e buscado companhias, por isso te convido a passar nele: https://rabiscoscolorido.blogspot.com.br/, espero que goste, estou no meu começo, contudo, será sempre bem vinda.

    Aaaah e novamente amei o texto! 😀

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Everton! Acho que todo mundo passa por isso, de uma forma ou de outra. Alguns falam, outros ignoram, e uns mais malucos escrevem.

      Fico feliz que gostou do blog, volte sempre!

      Excluir
  5. Oi, Marina. Tudo bem?
    Nossa, eu adorei o texto. Eu literalmente me senti em um labirinto enquanto estava lendo o texto. Fui sugado de uma maneira que não consigo explicar. Por um momento, me senti na pele da sua personagem. Senti pavor, pânico e desespero. Acho que ao escrever era um pouco a intenção do texto causar essa sensação. Achei sensacional. Parabéns já estou curioso para ver outros textos assim aqui no blog.
    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Leandro! Seus comentários sempre me deixam feliz <3

      Excluir
  6. Aii que eu lembrei um pouco do filme ao ler seu texto.
    Tenho andado tão perdida que me identifiquei. <3

    Mas fazer o que o estranho me atrai hauahuhaua

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente, estou encantado com o seu blog e esse layout maravilhoso. E gostei demais que você tem um estilo próprio no texto (a questão dos finais trágicos e os cenários macabros, como disse). Amei bastante o texto, pois apesar do tom sombrio, ele ainda continua divertido de ler. Porém, fiquei triste que ela não conseguiu fugir do monstro, poxa!

    Rascunhos de Tom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel meu filho, na vida nem sempre a gente foge do monstro ahahahahaha' Feliz que tenha gostado <3

      Excluir
  8. Oii Marina, primeiramente mil perdões por estarmos sumidas, mas essa vida de vestibulandas está nos consumindo muito tempo.. Adorei o texto e apesar de estar sem tempo amo ler textos assim, é algo tão conectador. Beijos

    Claudia
    preguicaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Claudia! Não foram só vocês que sumiram, eu também ando sem tempo de passar no preguiça... Espero que dê tudo certo pra vocês no vestibular :))

      Excluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/