13/08/2017

"Só sei que não estou perdido"


Hoje eu me peguei pensando, enquanto lavava meu cabelo, quando foi que me perdi no caminho da minha própria vida. Quando foi que, eu mesma, por livre vontade, dei aos outros o direito de acharem que sabem o que é bom pra mim. Quando foi que eu comecei a seguir conselhos a torto e a direito de gente que mal me conhece, e de algumas pessoas que me conhecem um pouco, como se eu fosse algum tipo de ser incapaz de decidir ou pensar por si próprio, necessitando de alguém que me apontasse o caminho. Me tornei café-com-leite, uma figurante na minha história.  

Sempre fui teimosa. Isso me trouxe um bocado de problemas, mas apesar deles, eu sempre soube o que eu queria. Sempre soube quem eu era, o que me servia e o que me faria bem. Hoje me dei conta de que nos últimos anos não tem sido assim. Tenho me arrastado de um conselho a outro, uma decisão a outra, decisões que não foram tomadas por mim. Percebi que nem mesmo sabia se as coisas que eu estava fazendo, fazia por vontade própria. Tive um estalo quando notei que estava numa situação desconfortável, não porque eu não sabia sair dela, mas porque me disseram que seria bom para mim estar nessa situação. Não foi surpresa perceber que não só não era bom, como eu já sabia disso, mas insistia em seguir um caminho que não é meu. Como diz o meme: "que que eu tô fazendo com a minha vida?". Por que eu estou me deixando levar pelo que os outros acreditam? Quando me coloquei nessa situação?

Como diria Renato Russo: "não sei onde estou indo, só sei que não estou perdido". Não sei exatamente o que quero ou como conseguir o que quero, o que não significa que qualquer coisa serve. Eu sei muito bem o que não serve. E isso já me dá (e retira) várias direções. Sempre segui meu próprio caminho e não vai ser diferente agora, a única mudança é que antes de seguir esse caminho, eu preciso encontrá-lo.

4 comentários:

  1. Não saber pra onde ir pode não ser muito bom. Mas em compensação, saber para onde NÃO ir, é maravilhoso. Dá uma sensação de que temos um pouco de controle em nossas vidas, além de nos poupar de vários problemas.

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá uma sensação de controle e também de segurança, ficar completamente perdido é complicado

      Excluir
  2. Será que estamos sendo influenciadas pela mesma pessoa? SOCORRO nunca me encontrei tanto em um desabafo seu. Passei meu final de semana inteiro chorando, me culpando e me perguntando quando foi que deixei a minha vida ficar ASSIM do jeito que está..
    Eu tbm não sei para onde estou indo amiga, mas se quiser companhia na estrada até achar sua direção estamos aqui =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, dá cá um abraço!!! Eu fiquei mal também quando percebi que estava indo na onda dos outros, mas depois de curtir a bad um pouco, decidi que daria um jeito de retomar o controle.

      Boa sorte na sua caminhada!

      Excluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/