08/08/2017

Um introvertido e um extrovertido conversam

Foto por Victor Filippov
Um introvertido e um extrovertido conversam. O extrovertido diz:
— Você tem características que não são valorizadas socialmente. Características que são importantes, mas não tem valor. Você fica quieto no seu canto observando tudo, cumprindo suas obrigações, e no fim, quem consegue as melhores oportunidades é aquele que mais fala, que tem mais carisma...
O introvertido completa:
— ...O que tem o melhor discurso, que vende melhor o peixe.
— Exatamente! Os melhores cargos vão para aqueles que possuem o melhor discurso, que se destacam mais, pelo que falam.
— Sim. Pessoas como você, que conversam muito, que criam vínculos, que correm atrás dos outros. Pessoas como você, que são lembradas quando surge uma oportunidade. Pessoas que todos sabem nome e sobrenome. Pessoas que a popularidade conta mais que a competência.
O extrovertido, que não tinha se dado conta que é o extrovertido da história, se sente culpado. O outro, percebendo a culpa, tenta reconfortá-lo:
— Não é culpa sua. É só como as coisas funcionam.
— Eu sei — diz, e promete: — Suas características vão ser valorizadas um dia, você vai ver. Você vai se dar bem.
O introvertido sabe que, caso não se torne como o outro, a batalha será árdua. Percebe também que o amigo está fazendo aquilo que lhe é característico: preenchendo o silêncio com palavras vazias. Perdido em pensamentos, faz também aquilo que faz de melhor: não diz nada, deixando a conversa morrer num silêncio constrangedor. Manteriam um belo equilíbrio se conseguissem emprestar um pouco de si para o outro.

Juro que não estou de recalque de extrovertidos. Mas olha só a imagem que achei enquanto procurava algo pra ilustrar o post. Tá de sacanagem né?



Estou participando do BEDA! Clique aqui para ler todos os posts do projeto
 BEDA - Se Organizar Todo Mundo Bloga

4 comentários:

  1. Acho que é preciso ter equilíbrio sempre, sou bem extrovertida, mas valorizo os momentos de silêncio. As vezes preferiria ser tímida, afinal, quem fala demais quase sempre se perde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre ouço isso sobre ser tímida, mas como uma pessoa tímida, preferia me perder do que deixar de falar as coisas. A gente sempre quer aquilo que falta. Como você disse, é melhor ter equilíbrio mesmo

      Excluir
  2. eu tenho um pouco de preconceito com pessoas muito extrovertidas huahua não sei, elas me parecem muito barulhentas e ávidas por atenção.
    huhhuahua a imagem me definiu ali caída com um extrovertido sendo o chamativo.

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também kkkkkk sempre achei elas um pouco superficiais... MAS reconheço que é puro preconceito, e que elas não são assim de fato

      Excluir

Vai comentar? Lembre-se de seguir algumas regrinhas: nada de arrumar brigas com outras pessoas, e não use palavras de baixo calão! Não diga nada que você não diria para sua avó.

Obrigada pelo comentário, vou retribuí-lo assim que puder. Volte sempre (/◕▽◕。)/