15/01/2018

"When the time is right, it'll happen..."

Quando for o tempo, vai acontecer

No último post comentei que várias vezes sentei para escrever algo, mas não consegui. Isso (ainda) não mudou. O último semestre de 2017 foi tão cansativo que sinto necessidade de repetir isso mais uma vez. Foi tudo tão corrido e tão exaustivo que, mesmo depois que minhas férias começarem, e mesmo continuando apenas no estágio, não tinha energia pra fazer absolutamente nada. Sobrevivi da última semana de novembro até ontem, apenas cumprindo com minhas obrigações, passando todo o tempo livre deitada, e somente hoje que eu tive ânimo pra me dedicar a algum hobby, sem precisar me arrastar ou sentir vontade de desistir o tempo todo. 

Achei que talvez fosse melhor me afastar e deixar tudo em stand-by, mas sem perder de vista que seria temporário, que era uma fase e logo eu estaria bem de novo. Confesso que várias vezes pensei que nunca ia conseguir sair da letargia que eu estava. A gente tem dificuldade de imaginar o futuro sem se deixar influenciar pelas emoções do presente: tudo sempre parece eterno. No meu cansaço, pensei que talvez estivesse doente, fisicamente doente, e comecei a marcar minhas consultas — ou ao menos pensar nisso.

Excluí definitivamente meu Facebook — pra nunca mais voltar —, desativei todas as notificações do whatsapp, desinstalei o Instagram, deixei o blog de lado e me mantive longe de redes sociais nas últimas semanas. Não tenho me sentido bem em nenhum desses lugares e resolvi me afastar. No fundo, uma vontadezinha de aparecer por aqui ou postar no Insta ainda existia: eu não queria desistir, mas também não queria aparecer. Mantive quase como mantra uma frase com a foto do Buda que li no Pinterest: "não apresse nada. Quando for a hora certa, vai acontecer". Sempre que me sentia mal por não fazer o que eu gostaria de fazer, sempre que eu me cobrava pelo tempo que estava parada sem fazer nada, repetia "quando for a hora certa, vai acontecer". E assim foi.

Hoje depois do almoço resolvi escutar um Podcast. 56 minutos de duração, primeiro Podcast que ouço na vida. Fiquei maravilhada com o formato. Deixei os alto falantes ligados, e meu apartamento encheu de vida. Foi como ter os três rapazes do Podcast (Uma semana na vida) conversando dentro da minha casa. Até respondi algumas coisas pra eles, mesmo sem eles conseguirem ouvir. Tive vontade de gravar também.

Depois do Podcast, lavei roupas, meditei, comi biscoito, joguei Tarô. Ainda não aprendi a jogar, mas ando aprendendo bastante. Uma das cartas que saiu para mim foi o Arcano 6, A Indecisão. Pelo que entendi, uma carta que fala sobre diversos caminhos, possibilidades. Também saiu o Eremita, o Arcano 9: alguém que saiu em busca de si mesmo e agora volta com os resultados da jornada. Não consegui interpretar sozinha, obviamente, e tive que recorrer ao Dr. Google. Não faço a menor ideia se estou certa.

Depois de tudo isso, abri o editor do blogger, e sem perceber, comecei a escrever. E o texto fluiu, sem eu precisar forçar. Ficou até grande, e eu dei mil voltas, como costumava fazer (principalmente antes de aprender a enxugar hehe). 

A gente vive num mundo onde tudo tem de ser feito depressa, pra ontem! Não é a toa que tem muita gente sofrendo de algum tipo de ansiedade — e eu também. Nesse tempo todo que passei desanimada (e que não sei se vai ou não continuar), percebi que não era só o desânimo, a vontade de ficar parada: mas a minha cobrança e falta de paciência em cima disso. Porque eu queria ficar bem, e queria ficar bem logo. Porque é assim, não é? "Está todo mundo bem, o tempo está passando e eu estou desperdiçando meu tempo parada nessa casa". Tirar um tempo pra descansar não é um desperdício, mas uma necessidade. E a gente precisa exercitar a paciência e a confiança de esperar que as coisas vão acontecer, quando for a hora. Vale pra tudo: do post no blog ao tema do TCC. Só espero não me esquecer disso nos próximos dias.  


6 comentários:

  1. Eu conheci toda aquela gente através de um rapaz que saí no final de 2016 huahua no final da história, parei de sair com ele mas mantive as amizades huahauhuhahua ironicamente ele não passou o ano novo com o pessoal.

    Eu entendo essa necessidade de pausar e sumir um pouco, infelizmente tenho que estar presente sempre na minha página de desenhos, mas quando há a necessidade, eu só posto a tirinha e saio correndo, respondendo apenas e-mails importantes.

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom isso ein! Pelo menos você conseguiu uma galera bacana pra sair ;)

      Já fiz muito isso de postar e sair correndo hhaha' Às vezes eu preciso sumir completamente. Ainda estou sumida das redes sociais, mas voltando com o blog.

      Excluir
  2. Ultimamente só tenho usado Instagram e blog. Esses dias fiquei um pouco off. E foi bom :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim! Tem dias que a gente precisa se desligar um pouco :)

      Excluir

Recebo os comentários por e-mail. Leio todos com muito carinho e respondo sempre que posso.

Seja educado com os coleguinhas, e obrigada pela visita. Volte sempre! (/◕▽◕。)/