14/02/2018

Crochê e outras coisas

Foto de um gato dentro de uma caixa amarela
Foto (nada a ver com o post) por Obpia30. Quem não gosta de gatos?
Tô aqui a semana toda tentando escrever algo. Tentando elaborar um texto e fazer um post de verdade. Tentando escrever com uma pressão maluca de que não está bom o bastante, que não tá legal o suficiente e que ninguém vai querer ler isso. Tentei escrever até sobre não conseguir escrever, mas nenhum texto fluiu. Ficou abandonado pela metade, me olhando com aquele ar de "e aí minha filha, você vai terminar isso ou não?". Mesmo tendo passado por bloqueios criativos outras milhões de vezes na minha existência, bateu um desespero gigante e eu pensei que nunca mais ia conseguir escrever. Comecei a ler outros blogs, com os olhos cheio d'água, pensando em como era bom quando eu também conseguia fazer isso. Deu até pra ouvir a musiquinha nostálgica tocando no fundo, o narrador explicando a situação e os flashbacks de vários momentos meus no computador. So much drama. 
Gif "Então é isso. É assim que acaba"

Resolvi que, de um jeito ou de outro, eu iria escrever. E decidi que, já que nenhum assunto estava fluindo, iria falar de uma coisa que tem mantido minha mente e minhas mãos ocupadas: crochê. Então, esse é um daqueles posts em que eu não ensino nada, não explico nada e chego no final sem ter acrescentado alguma informação relevante, mas é um post, e eu escrevi, e não vai ficar pela metade. Já é alguma coisa.

Gif: "Melhor tentar o plano D"
Não importa qual seja sua situação, alguém em algum lugar criou um gif de Supernatural pra ilustrar isso
Como eu já comentei por aqui uma vez, comecei a aprender crochê em julho. Minha cunhada me ensinou o básico: os diferentes tipos de agulha, a espessura, as linhas, o jeito correto de segurar, e como fazer correntinha. Também me ensinou a fazer um ponto que é chamado de ponto alto, e me incumbiu a tarefa de fazer um caminho de mesa. Quando o caminho de mesa estivesse pronto, ela me ensinaria a finalizar e arrematar o crochê. Não encontrei dificuldades, exceto uma: nunca terminei esse caminho de mesa. Eu ficava horas, e horas, e horas fazendo os pontos, mas o caminho de mesa não chegava perto de terminar. Não só percebi que meus pontos eram muito apertados (e eu comecei a desenvolver um automatismo que ia ficar complicado mudar), como também a agulha era de uma espessura menor. 1,25mm, pra ser exata. Quanto menor a espessura da agulha, menor a linha que se usa no trabalho, e consequentemente, mais tempo para finalizar um trabalho grande.

Deixei o crochê e o caminho de mesa de lados, pensando que esse negócio demorado não era para mim. Até que sábado, mais de seis meses depois, acordei de manhã e comecei a fazer crochê mentalmente: quando você fecha os olhos e vê a si mesmo fazendo os pontos do crochê (isso não é algo científico, eu acabei de inventar). Nem mesmo sabia se ia me lembrar como fazia, mas peguei o caminho de mesa novamente e consegui fazer os pontos de novo, como se nunca tivesse parado. Na segunda feita, comprei linha e agulha maiores, e comecei a fazer uma gola. Aprendi o que precisava no Youtube.

Hoje termino minha gola. Vai ficar um pouco menor do que eu esperava, porque comprei um rolo pequeno de lã, mas ainda assim, a satisfação de ver algo pronto, algo que você mesma fez, é muito grande. Nunca gostei muito de peças de crochê e sempre achei estranho aquelas casas em que cada objeto da casa tem uma capa de crochê. Não que eu vá fazer isso, mas entendo quem faz: fazer os pontos é viciante, e você não consegue parar. Mal terminei minha gola já estou em busca de outras coisas para fazer: descobri os chamados Amigurumi, que são nada mais nada menos que pelúcias feitos de crochê, além de ter encontrado marcadores de páginas e outras coisas nerds assim. É ou não é uma coisa pra se empolgar na hora de fazer? :)

11 comentários:

  1. Tentei aprender crochet, mas não consegui, achei difícil, então fui para o tricot, e AMEI. Achei tricot bem mais fácil e estou até terminando um cachecol (está meio tortinho, mas com o tempo vou pegar prática).
    Beijinhos <3

    Toca da Lebre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quero aprender tricô também, mas só depois que eu estiver boa no crochê hahah' Aprendi crochê por ter alguém pra ensinar, com o tricô eu vou ter que me esforçar um pouquinho mais pra achar bons tutoriais no youtube.

      Obrigada pela visita <3

      Excluir
  2. não é engraçado como a gente se cobra, fica ansiosa, fica maluca, com coisas que deveriam ser... DIVERTIDAS? hobbies, pra gente passar o tempo? esse é meu grande drama relacionado aos trabalhos manuais, menina. eu fico realmente nervosa pra fazer/fazer direito/acabar. mas a gente segue tentando.

    e reitero aqui: continua escrevendo ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Divertidas... Exatamente!! A pior parte disso tudo é que os hobbies que eu mais gosto e são mais importantes pra mim são os que eu me sinto mais pressionada. Aprendi crochê apenas por aprender, sem nenhuma pretensão de transformar o crochê em algo "importante" na minha vida. Faço o crochê com mais leveza do que desenho ou escrevo, sempre que os dois últimos sempre me deram um prazer enorme. A nossa mente prega peças na gente.

      Vou continuar sim, obrigada pelo carinho <3

      Excluir
  3. Oi, boa noite ^-^
    Que bom que você encontrou algo com o que ocupar a mente e as mãos. Às vezes precisamos mesmo de algo assim, que nos traga satisfação no fim e nos inspire de alguma forma. Eu tenho descoberto isso no biscuit; é bem reconfortante (apesar de me estressar às vezes ^^').
    Enfim, espero que você continue fazendo o que gosta e que isso te ajude sempre (seja pra escrever, pra ficar bem ou o que for ^^).
    Beijinhos e bom restinho de semana.
    Isabelle - Attraverso le Pagine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabelle, não sabia que você fazia biscuit <3 Quando eu era criança, uma moça que morava perto da minha casa dava curso de biscuit, eu era louca pra fazer, mas meus pais nunca viram muita utilidade nisso e não deixaram. Está na minha lista de artesanatos que quero aprender ao longo da vida (apesar de hoje em dia achar que eu teria pouca habilidade pra moldas as massinhas). Quem sabe, né?

      Obrigada pelo carinho! Vou continuar fazendo sim :)

      Excluir
    2. Ainda tô "engatinhando" no biscuit, mas aos pouquinhos eu chego lá.
      Olha, se você quer aprender a fazer, só um conselho: vai lá e faz *-* No começo vai ficar meio tortinho mesmo (o que é super normal) mas depois você vai pegando prática. Ah, e é bom pra praticar assistindo vídeos do YouTube (lá tem de tudo *----*). Dá pra pegar muitas dicas ;)

      Excluir
  4. oi, marina! primeira vez que tô aqui e já adorei :)
    eu vivo tendo bloqueios criativos. acho que pior do que ficar sem saber o que escrever é começar um post, preparar ele todinho e no final achar que não ficou tudo isso. daí vem aquela sensação ruim de que perdemos tempo, que não somos boas o suficiente... enfim, tudo aquilo que não faz bem, né? saiba que ler seu texto fez eu me sentir abraçada, porque às vezes parece que só a gente passa por isso. vamos nos cobrar menos. uma hora aquele post daora sai e a gente vai ficar felizinha :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!! Seja bem vinda moça! Qual seu nome?

      Meus bloqueios criativos geralmente vem depois dessa cobrança toda (sintoma geral da blogosfera, já percebeu?). Quando eu tô com essa insegurança muito grande na hora de postar algo, tento pensar que faço pra mim, pra me divertir, me distrair e porque eu gosto. Como leitora, gosto muito mais de ler aqueles textos espontâneos sem preocupação em estar ou não bem escrito, do que textos editoriais que parecem de revista... Então, por que não podemos escrever assim? E nossos posts ficam daora de qualquer jeito, vamos tentar nos cobrar menos <3

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Meu sonho é fazer croche e montar os amigurumis hauhauhua, por favor, aprenda e fale sobre eles aqui!
    Quando eu estava tentando aprender, lembro que me concentrava bastante e minha ansiedade ia embora, além de no final ficar bem satisfeita, mesmo fazendo só umas carreirazinhas huahuahua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna é muito simples! Volta a aprender *--*

      Já achei alguns tutoriais de Amigurumi pra tentar, o que me dá preguiça mesmo é comprar o material, sempre tenho dificuldade de encontrar a linha que preciso

      Excluir

Recebo os comentários por e-mail. Leio todos com muito carinho e respondo sempre que posso.

Seja educado com os coleguinhas, e obrigada pela visita. Volte sempre! (/◕▽◕。)/